Categoria:

Sem prazo para volta da educação, aulas pela TV são dúvida para 2021 em Salvador

Sem prazo para volta da educação, aulas pela TV são dúvida para 2021 em Salvador
Foto: Bruno Concha/Secom PMS

Secretário municipal de Educação (Smed), Bruno Barral defendeu que o ensino remoto permaneça na rede pública de Salvador para o pós-pandemia. No entanto, até o momento, a prefeitura da capital baiana não possui uma definição sobre o tema. Isto, portanto, deve ficar a cargo de Bruno Reis (DEM), que inicia o mandato a partir de janeiro.

Atualmente, a transmissão das aulas está sob responsabilidade da TV Aratu. O Diário Oficial do Município desta quinta-feira (10) traz a extensão do contrato entre a emissora e a prefeitura por mais trinta dias, entre 27 de novembro e 26 de dezembro.

“A tendência é que a gente continue com a televisão auxiliando a recuperação do aprendizado. A televisão é uma boa ferramenta para isso. Mas a definição é do próximo prefeito. A tendência é se utilizar a TV para chegada de conteúdo como complemento de conteúdo que não chegou este ano”, explicou, em entrevista ao Bahia Notícias, ressaltando que, mesmo sem definição formal, há o intuito da pasta de que a modalidade permaneça após o fim da crise sanitária.

Na visão Barral, “o projeto está dando super certo”. “A gente sabe da necessidade do ensino remoto, e a TV é uma ótima ferramenta para isso. Depois que acabar a pandemia, entendo que o ensino híbrido deve chegar para recuperar essa parte, esse reforço, e a TV vai funcionar como uma boa ferramenta”, opinou.

A incerteza sobre a continuidade da transmissão das aulas na TV se dá em meio à transição no secretariado de ACM Neto (DEM) para Bruno. Enquanto ambos não falam oficialmente sobre como será a composição das pastas, não dá para garantir a permanência da atual equipe da Smed.

As aulas presenciais nas escolas da capital baiana – e em todo o estado – estão suspensas desde março, quando a Covid-19 iniciou a disseminação pelo Brasil. Desde então, alunos das redes municipal e estadual vêm sofrendo com as incertezas em relação ao retorno do ano letivo. Num momento em que a pandemia está em alta, a prefeitura não possui posicionamento sobre retorno presencial das aulas.

Na última segunda-feira (7), durante entrevista coletiva no Palácio Thomé de Souza, o prefeito ACM Neto indicou que não era momento de discutir sobre retorno às aulas num contexto de aumento no número de casos de coronavírus na cidade.

Crédito: Bahia Notícias.

Compartilhe:

Notícias relacionadas
O que você procura?