Categoria: ,

3º dia de vacinação começa por pessoas com deficiência em Salvador

Os 17 homens e mulheres que foram escolhidos vivem ou trabalham em um abrigo na Capelinha de São Caetano
Foto: Reprodução
O terceiro dia de vacinação em Salvador começou por um lugar que esbanja simpatia e bom humor. As pessoas com deficiência severa que estão abrigadas no Lar Fonte da Fraternidade, na Capelinha de São Caetano, única instituição desse tipo na capital, foram imunizadas na manhã desta quinta-feira (21). Um após o outro, os dez internos e os sete trabalhadores foram um a um se protegendo contra a doença mais temida da atualidade.

A instituição abriga pessoas com deficiência grave, como é a caso de Giliane Gomes, 25 anos. Originária de uma tribo Pataxó, em Porto Seguro, ela nasceu com deficiência mental e foi rejeitada pela comunidade em que vivia. Chegou ao abrigo quando tinha sete anos e não saiu mais. Ela foi a primeira a ser vacinada nesta quinta-feira. Depois foi a vez de João Carlos Teixeira, 60, e Luciana Reis, 31 anos.

A fundadora e presidente do Lar Fonte da Fraternidade, Maria Lúcia Gomes, contou que ficou alegre com a ação. “Esse é um momento muito importante e ficamos muito felizes pela oportunidade de poder nos vacinar. Diante desse inimigo oculto a gente começa a ter a esperança de poder, brevemente, estar voltado às atividades e ao convívio social”, disse.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que fará a vacinação em outros 18 locais no decorrer do dia, incluindo instituições de longa permanência e unidades de saúde, como já aconteceu com os idosos das Obras Sociais Irmã Dulce e do Abrigo Dom Pedro II, e com profissionais de saúde do Hospital Municipal e do Hospital Martagão Gesteira.

O prefeito Bruno Reis acompanhou a vacinação e disse que essa primeira etapa da campanha será concluída nos próximos dias. “A previsão é de que até o final dessa semana, possivelmente no sábado, a gente possa concluir o processo de vacinação na nossa cidade. E aí estamos na expectativa da prodção de mais doses, da liberação da Anvisa, para que a gente possa seguir dando continuidade ao processo de vacinação”, afirmou.

A meta desta quinta-feira é imunizar cerca de 4 mil pessoas. Ontem foram vacinados 3.922 profissionais de saúde e idosos, sendo que desde o início da vacinação 5.319 pessoas foram protegidas. Serão 21 mil até o final do processo. Por enquanto, as mulheres são maioria representando 65% do público atingido.

Crédito: Correio 24 horas

Compartilhe:

Notícias relacionadas
O que você procura?