Categoria: ,

Capitão Alden só será convocado após apresentar defesa, decide Conselho de Ética da Alba

Deputado tem até 9 de junho para se manifestar sobre processo por quebra de decoro; bolsonarista acusou oposição de receber R$ 1,6 milhão da Prefeitura de Salvador

Capitão Alden só será convocado após apresentar defesa, decide Conselho de Ética da Alba
Foto: Matheus Simoni

Alvo de uma representação por quebra de decoro na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), o deputado Capitão Alden (PSL) terá até o dia 9 de junho para apresentar defesa formal no caso em que responderá por acusação feita a bancada de oposição. Em uma live transmitida em abril, Alden disse que parlamentares do bloco receberiam R$ 1,6 milhão mensais da Prefeitura de Salvador. Ele, entretanto, não mencionou nomes nem apresentou provas sobre o suposto esquema.

Durante sessão na manhã quarta-feira (2), o Conselho de Ética da Casa decidiu que só convocará o deputado bolsonarista após ele apresentar a sua defesa. A proposta, formluada pelo presidente do colegiado, Marquinho Viana (PSB), foi acatada pelos demais membros, disse ao Metro 1 o deputado Luciano Simões Filho (DEM), relator do processo.

Procurada, a assessoria de Alden confirmou que ele foi notificado sobre a representação na última terça-feira (25) — quando foi iniciado o prazo de 10 dias úteis para apresentação da defesa.. “O deputado fará sua defesa e aguardará os trâmites do processo”, disse em nota.

O pedido de abertura de processo no Conselho de Ética foi feito no dia 27 de abril. À época da acusação, Alden se disse “injustiçado” e “mal interpretado” pelos demais deputados. O prefeito Bruno Reis (DEM), por sua vez, lamentou as declarações e negou a acusação.

 

Crédito: Metro1

Compartilhe:

Notícias relacionadas
O que você procura?
BANNER_740X450px_GIF