Morre Mãe Cotinha, a anciã das anciãs, da Casa Oxumarê

Mãe Cotinha tinha 98 anos e era a mais antiga do terreiro localizado na Vasco da Gama

Morre Mãe Cotinha, a anciã das anciãs, da Casa Oxumarê

A mais velha anciã da Casa Oxumarê morreu nesta segunda-feira (7), em Salvador. Mãe Cotinha de Òrìsànlà tinha 98 anos e era a mais velha do terreiro localizado na Avenida Vasco da Gama. Nas redes sociais, o terreiro Oxumarê emitiu uma nota lamentando a morte de Mãe Cotinha.

“A Casa de Oxumarê e toda sua familha entra em Estado de luto, a maior de suas bibliotecas viva foi incinerada, a Mãe das mães foi para o Orun de encontro aos nossos ancestrais. Olorun Kosi Pure”.

O Coletivo de Entidades Negras também se posicionou sobre a partida de Mãe Cotinha, a quem chamou de “uma biblioteca viva, alguém que sempre preservou as histórias do terreiro e do candomblé da Bahia com a sabedoria de quem entendia sua função especial no mundo”.

Mãe Cotinha era filha de Oxalá e considerada um patrimônio do candomblé brasileiro. Em 2017, ela foi homenageada com o Prêmio Luíza Mahin, que homenageia mulheres negras e suas conquistas.

Crédito: Metro1

Compartilhe:

Notícias relacionadas
O que você procura?
BANNER_740X450px_GIF