Categoria: ,

SSP assina ‘Protocolo de Feminicídio’ para agilizar investigações de casos na Bahia

Na manhã de hoje, a estilista Tatiana Souza Fonseca morreu após ser baleada, na Pituba, pelo ex-companheiro João Miguel Pereira Martins

[SSP assina 'Protocolo de Feminicídio' para agilizar investigações de casos na Bahia ]
Foto: Alberto Maraux/SSP
A secretaria de Segurança Pública da Bahia assinou na tarde de hoje (10) o “Protocolo do Feminicídio”, um documento para agilizar ações relacionadas à prevenção, investigação e julgamento de autores de violência contra a mulher. A solenidade aconteceu no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

O Protocolo de Feminicídio vai apresentar orientações e diretrizes para o aprimoramento da atuação de profissionais da polícia e Justiça durante os registros de queixa e investigações.

O documento foi assinado por representantes das polícias Militar, Civil e Técnica, além do Corpo de Bombeiros e da Superintendência de Prevenção à Violência (Sprev). Integrantes da Secretaria de Políticas para as Mulheres, do Tribunal de Justiça, da Defensoria Pública e do Ministério Público também assinaram o protocolo.

A secretária de Políticas para as Mulheres, Juliana Palmeira, destacou que esse dia é uma conquista porque representa a assinatura do protocolo para prevenir, investigar e julgar o feminicídio na Bahia. “Por sinal, hoje é um dia em que aconteceu mais um caso de feminicídio aqui em Salvador. Então, é superimportante essa conquista”, reafirmou.

A estilista Tatiana Souza Fonseca, de 39 anos, morreu hoje após ser baleada no período da manhã, na Pituba, supostamente pelo ex-companheiro João Miguel Pereira Martins, conhecido como DJ Frajola, de 40 anos, que suicidou-se após o crime.

 

Crédito: Metro 1.

Compartilhe:

Notícias relacionadas
O que você procura?